Escolha o certo!

 

Qual o melhor sistema para a produção de leite? Existe um sistema de produção ideal? A escolha do melhor sistema passa por diversas questões técnicas e econômicas do empreendimento rural.

Para responder a essas perguntas, o Educampo avaliou as fazendas que mais ganharam dinheiro no último ano, em cada um dos seguintes sistemas de produção: Compost Barn, Free Stall, Confinado sem estrutura, Semiconfinado e Pastejo. Para isso, foram consideradas 106 fazendas participantes da plataforma Educampo, entre o período de janeiro de 2020 e dezembro de 2020. As informações econômicas foram corrigidas pelo IGP-DI (Índice geral de preços – distribuição interna) de dezembro/2020.

 

Tabela 1 – Indicadores técnicos das fazendas mais rentáveis da plataforma Educampo nos diferentes sistemas de produção

 

Fonte: Sebrae Minas. 106 fazendas atendidas pela plataforma Educampo. Dados de jan/20 a dez/20

 

A análise dos dados da Tabela 1 permite inferir que o capital investido na atividade leiteira, por vacas em lactação, é maior nas propriedades que possuem os sistemas Compost Barn e Free Stall, quando comparado aos demais sistemas.

Isso ocorre devido ao maior aporte de capital em máquinas e benfeitorias exigido pelos sistemas de Compost Barn e Free Stall. Dessa forma, o aumento da escala de produção é ainda mais importante nestes sistemas, com o intuito de diluir o estoque de capital investido na atividade leiteira.

Nas propriedades avaliadas, que adotaram estes sistemas, percebeu-se que o aumento da escala possibilitou a redução do indicador estoque de capital médio por litro de leite. Assim, é importante avaliar o potencial da propriedade em relação ao aumento da escala de produção, antes de tomar a decisão de migrar para um sistema mais intensificado e com maior nível tecnológico.

Quando se avalia os indicadores econômicos das fazendas mais rentáveis, conforme Tabela 2, pode-se notar que o preço médio do leite foi maior para os sistemas de Compost Barn, Free Stall e pastejo. Esses maiores preços, aliados à alta produtividade por vaca em lactação, nos sistemas de Compost e Free Stall, geraram uma alta renda bruta por vaca em lactação.

 

 

Tabela 2 – Indicadores econômicos das fazendas mais rentáveis da plataforma Educampo nos diferentes sistemas de produção

 

Fonte: Sebrae Minas. 106 fazendas atendidas pela plataforma Educampo. Dados de jan/20 a dez/20

 

 

Note que o preço médio do leite foi maior para os sistemas de Compost Barn, Free Stall e pastejo. Esses maiores preços, aliados à alta produtividade por vaca em lactação nos sistemas de Compost e Free Stall, geraram uma alta renda bruta por vaca em lactação.

Mesmo com as diferenças de renda bruta, quando se avalia o impacto do indicador custo operacional total sobre a renda bruta, em cada um dos sistemas, nota-se que essa relação se manteve entre 68 e 76%, não possuindo diferença entre os valores alcançados.

Em outras palavras, independente do sistema de produção adotado em sua propriedade, é possível ser rentável e eficiente na atividade leiteira. Escolha o certo para você!