O que fazer para aumentar a eficiência da mão de obra na cafeicultura?

O aumento dos custos de produção é um desafio para qualquer gestor, já que isso pode impactar consideravelmente a lucratividade do negócio. Na cafeicultura não é diferente. Por esse motivo, o responsável pelo gerenciamento da propriedade cafeeira precisa identificar os principais fatores que interferem na composição dos custos para traçar estratégias e criar novas oportunidades de melhoria.

 Vários são os fatores que interferem na composição dos custos de produção, porém, um deles tem peso considerável na cafeicultura: a mão de obra. Nesse sentido, para contribuir com os cafeicultores e técnicos, e de forma a fazer com que as melhores decisões sejam tomadas, foram realizadas análises das últimas safras das fazendas participantes do Educampo Sebrae Café, no estado de Minas Gerais.

Ao analisar os resultados desse estudo foi identificado que a mão de obra é um dos principais elemento de despesa na composição do custo de produção do café, representando, em média, 31,15% dos custos operacionais efetivos, ou seja, aqueles gastos de desembolso direto. Um dado que deve ser avaliado com muita atenção, principalmente porque a eficiência da mão de obra tem relação direta com a rentabilidade do negócio, além de ser necessária em praticamente todas atividades desenvolvidas na propriedade.

Identificando os problemas de mão de obra na fazenda

Os principais motivos da baixa eficiência da mão de obra em algumas propriedades estão relacionados à desorganização do ambiente de trabalho, falta de capacitação da equipe e falta de planejamento das atividades. Esses fatos geram retrabalho, ociosidade e falhas na operação que, consequentemente, comprometem diretamente os resultados. Nesse sentido, planejar as atividades operacionais realizadas na propriedade é um aspecto primordial para equilibrar o custo com mão de obra.

Outro fator importante nesse contexto é a seleção de funcionários com o perfil adequado para determinada atividade. O investimento em seleção e desenvolvimento dos funcionários pode trazer resultados extraordinários para a fazenda.

Mesmo que muitos gestores saibam que o resultado de uma empresa está ligado à eficiência e competência de seus profissionais, são poucos que investem na qualificação e na busca de colaboradores de excelência.

Como aumentar a eficiência da mão de obra?

Ao dar mais atenção às questões mencionadas, o gestor, provavelmente, obterá resultados positivos. Uma outra ação que, bem realizada, gera efeitos positivos é a organização dos processos operacionais. A tabela abaixo é exemplo de uma ferramenta que pode ser empregada em qualquer propriedade de café, independentemente do tamanho de seu parque cafeeiro, para o gerenciamento das atividades agronômicas.

Plano de Ação Educampo Café

É uma ferramenta extremamente útil, uma vez que determina as atividades específicas, com prazos e responsabilidades, que devem ser desenvolvidas com o máximo de clareza por todos os envolvidos. Trata-se de uma estratégia simples, mas que traz grandes benefícios para os gestores e colaboradores.

Basicamente, é um plano de ação que permitirá maior efetividade na execução e, sobretudo, no controle das tarefas estabelecidas. O documento deve conter a lista de ações a serem executadas para o alcance de determinados objetivos, contendo a descrição do que fazer, como fazer, por que fazer, prazo e responsáveis. Em um modelo mais avançado, pode conter também as informações sobre os custos de cada atividade, caso seja do interesse do gestor.

A adoção de planos de ação organizados, de fácil compreensão e práticos pode significar redução de custos e maior produtividade da mão de obra, deixando de lado dúvidas, imprevistos e decisões de última hora.

 

Planejar é preciso

Vale ressaltar que estamos falando sobre gestão de pessoas, e a motivação é fator fundamental para o desempenho. Dessa forma, é importante envolvê-las no processo, compartilhar os resultados alcançados e reconhecer as iniciativas individuais e coletivas que cumpriram o planejamento proposto.

Assim sendo, elabore um plano de ação para as atividades operacionais previstas para esta safra. Determine as tarefas, detalhe a forma como precisam ser executadas, estipule os prazos e defina os responsáveis.

Você verá que, agindo desta forma, será possível não só adotar estratégias para otimizar recursos de mão de obra, como também estimar os resultados a serem alcançados para a próxima safra.

Percebe que é possível aumentar a eficiência da mão de obra em sua propriedade cafeeira? O plano de ação é uma estratégia de baixo custo que traz resultados muito bons, quando usado corretamente.

Por falar em custo, esse é um fator decisivo na atividade e deve ser sempre avaliado. Em nosso site você pode conferir também um conteúdo técnico sobre análise de custos para o gerenciamento de risco e ver como os cenários desafiadores podem influenciar na gestão da produção cafeeira. Acesse e fique por dentro!